segunda-feira, 21 de março de 2011

"Contos de Fadas" de Perrault, Grimm, Andersen & outros

.o. Contos de Fadas .o.
Perrault, Grimm, Andersen e outros


PERRAULT, Charles; BEAUMONT, Jeanne-Marie; GRIMM, Jacob; GRIMM, Wilhelm; ANDERSEN, Hans; JACOBS, Joseph. Contos de Fadas. 1. ed. Rio de Janeiro: Zahar. 2010. 284 p.

SOBRE OS AUTORES
Charles Perrault, ao registrar em livro os contos de sua infância, que agradavam também a seus próprios filhos, produziu uma obra com apelo popular inédito. Histórias antes tidas como vulgares ou grotescas foram inseridas no centro de uma nova cultura literária, que tinha a intenção de civilizar e educar crianças.

Jeanne-Marie Beaumont lançou uma série de antologias de histórias, contos de fadas, ensaios e anedotas. Em uma delas, Le Magasin des Enfants, aparece o seu mais conhecido conto: A Bela e a Fera.

Jacob e Wilhelm Grimm dedicaram-se a recolher contos populares de regiões de língua alemã. De início, o projeto dos irmãos era erudito: queriam preservar impressa a cultura oral "pura" do povo alemão, ameaçada pela urbanização e industrialização.

Hans Andersen teve seu primeiro contato com contos populares dinarmaqueses no quarto de fiar do asilo onde sua avó trabalhava. Ao contrário de Perrault e dos irmãos Grimm, Andersen reivindicava a autoria das histórias que contava, mesmo admitindo que algumas eram inspiradas pelos contos que ouvira na infância.

Joseph Jacobs reuniu contos de fadas britânicos, com vistas a recuperar esse rico legado folclórico. Para isso, inclusive contou com os próprios leitores, a quem pediu que lhe enviassem contos.

SOBRE O LIVRO
     Este livro é simplesmente uma preciosidade. Ele nos traz 20 contos (sendo dois diferentes versões de Chapeuzinho Vermelho) dos autores que mencionei acima, e mais do que isso, as versões consideradas originais. Alguns são bem conhecidos, mas tinha alguns que eu apenas sabia de nome ("O gato de botas" e "Barba azul" por exemplo) e outros que nunca nem tinha ouvido falar ("A pequena vendedora de fósforos"). Isso sem contar que os contos de Perrault são encerrados com as divertidas "Morais", uma melhor do que a outra, sério, às vezes elas são melhores do que as histórias, morri de rir com várias.
     Os contos vão desde engraçados, outros indignantes (até agora não me conformo com o fim de "Barba azul" e de "João e o pé de feijão"), outros meio sem noção ("A história dos três ursos" me deixou com uma baita cara de 'ahn?') e outros dignos de lágrimas ("A pequena sereia" e "A pequena vendedora de fósforos" são bem tocantes...). Todos eles tem seu valor, sem dúvida (talvez não "A história dos três ursos" hehehehe), mas em minha opinião, "A pequena sereia" e "A bela e a fera" são de longe os melhores, mais bem estruturados. Por coincidência (ou não) são os mais longos.
     Agora uma confissão: eu já estava super tentada a comprar o livro quando vi que eram os contos originais, mas quando folheei acho que metade da livraria me olhou como se eu fosse uma retardada porque eu praticamente gritei "Tem figuras!" (mais um mico meu em livrarias). Meu namorado só riu e soube que ia levar. Mas sério, olhem só umas amostras das imagens do livro, tão preciosas quanto as histórias. Ah, só uma coisinha antes: nem preciso dizer que é mais do que indicado né?



3 comentários:

  1. Olá Bizinha, estamos no mesmo grupo do booktour da underworld!!

    Até

    Bruna in Wonderland
    http://brunams1lva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Adorei o post, me fez decidir a compra-lo *rs.

    Abços,
    Aline.

    ResponderExcluir
  3. Ola nesse livro tem a história de alice no pais das maravilhas?

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails